sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A CRIAÇÃO

A CRIAÇÃO Gn 1.1 “ No principio, criou Deus os céus e a terra.” O DEUS DA CRIAÇAO. Deus se revela na Bíblia como um ser infinito, eterno, auto existente e como a Causa Primária de tudo o que existe. Nunca houve um momento em que Deus não existisse. Conforme afirma Moisés: “antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus”. Outras palavras, Deus existiu eterna e infinitamente antes de criar o universo finito. Ele é anterior toda a criação, no céu e na terra, esta acima e independe dela. Deus se revela como um ser pessoal que criou Adão e Eva “à sua imagem”. Porque Adão e Eva foram criados à imagem de Deus, podiam comunicar-se com Ele e também com Ele ter comunhão de modo amoroso e pessoal. Deus também se revela como um ser moral que criou tudo bom e, portanto, sem pecado. Ao terminar Deus a obra da criação, contemplou tudo o que fizera e observou que era “muito bom”. Posto que Adão e Eva foram criados à imagem e semelhança de Deus, eles também não tinham pecado. O pecado entrou na existência humana quando Eva foi tentada pela serpente, ou Satanás. A ATIVIDADE DA CRIAÇAO. Deus criou todas as coisas em “os céus e a terra”. O verbo “criar” é usado exclusivamente em referencia a uma atividade que somente Deus pode realizar. Significa que, num momento específico, Deus criou a matéria e a substancia, que antes nunca existiram. a Bíblia diz que no princípio da criação a terra estava informe, vazia e coberta de trevas, naquele tempo o universo não tinha a forma ordenada que tem agora. O mundo esta vazio, sem nenhum ser vivente e destituído do mínimo vestígio de luz. Passada essa etapa inicial, Deus criou a luz para dissipar as trevas, deu forma ao universo e encheu a terra de seres viventes. O método que Deus usou na criação foi o poder da sua palavra. Repetidas vezes está declarado: “E disse Deus... Noutras palavras, Deus falou e os céus e a terra passaram a existir. antes da palavra criadora de Deus, eles não existiam. Toda Trindade, e não apenas o Pai, desempenhou sua parte na criação. O próprio Filho é a Palavra (Verbo) poderosa, através de quem Deus criou todas as coisas. No prólogo do Evangelho segundo João, Cristo é revelado como a eterna Palavra de Deus. “Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez”. semelhantemente, o apostolo Paulo afirma que por Cristo “foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis... tudo foi criado por Ele e para Ele”. finalmente, o autor do Livro de Hebreus afirma enfaticamente que Deus fez o universo por meio do seu Filho. semelhantemente, o Espírito Santo desempenhou um papel ativo na obra da criação. Ele é descrito como “pairado” (“se movia”) sobre a criação, preservando-a e preparando-a para as atividade criadoras adicionais de Deus. A palavra hebraica traduzida por “Espírito “ também pode ser traduzida por “verbo” e “fôlego”. por isso, o salmista testifica do papel do Espírito, ao declarar: “Pela palavra do Senhor foram feitos os céus; e todo o exército deles, pelo espírito da sua boca”. Além disso, o Espírito Santo continua a manter e sustentar a criação.