domingo, 18 de novembro de 2012

HOMENS DA BIBLIA - ELI



                                                 ELI



(I Samuel 1.3, 2.11-36 e 4.1-22). Eli foi um sacerdote e um dos juízes de Israel. Julgou Israel por 40 anos. Do que sabemos, foi um bom sacerdote e um bom juiz. Entretanto, possuía um problema que o levou à tristeza; tinha dois filhos que eram perversos, Hofni e Finéias. Não só eram cruéis e vulgares, como também corrompiam as pessoas de Israel no portão do tabernáculo e praticavam violência contra os sacrifícios que eram oferecidos a Deus. Eli os repreendeu, porém não os restringiu, então o julgamento do Senhor foi determinado contra a casa de Eli.
Isso foi parte do plano de Deus para Samuel. Deus sabia que destruiria a casa de Eli por causa do pecado e levantou Samuel para ser usado em seu lugar.
Deus enviou um profeta a Eli para dizer-lhe sobre o julgamento que estava por vir sobre sua casa e também revelou isso por meio de Samuel (I Samuel 3.11-13). Eli foi submisso ao Senhor, (I Samuel 3.17) então o ocasião para o julgamento foi estabelecido.
Naquele tempo, os filisteus eram poderosos inimigos de Israel. Certo dia, Israel saiu para uma batalha contra eles. Devido ao pecado de Israel, Deus concedeu a vitória aos filisteus. Trinta mil soldados de Israel morreram naquele dia, incluindo Hofni e Finéias, filhos de Eli. Essa notícia chegou-lhe através de um mensageiro. Eli tinha 98 anos. Estava ficando cego além de estar muito gordo também. Havia se sentado à beira da estrada, esperando novidades da guerra, pois temia que os filisteus pudessem tomar a arca de Deus. Chegaram notícias dizendo que seus filhos estavam mortos e que a arca de Deus havia sido levada. Quando ouviu a notícia sobre a arca, caiu de onde estava sentado e seu pescoço se quebrou e ele morte.
A esposa de Finéias, filho de Eli, estava grávida naquela época, e a criança preste a nascer. Quando ficou sabendo da morte de seu marido e de seu sogro, morreu no nascimento do bebê, a quem chamou Icabô, porque a arca havia sido levada e a glória de Deus afastada de Israel. A tolerância para o pec
ado pode ser tão devastadora quanto o próprio pecado.